mulheres transplantadas renais

Mulheres transplantadas renais podem ter filhos sem riscos?

A doença renal crônica é um problema que afeta a vida de muitos homens e mulheres. Afinal ter que lidar com a doença e suas complicações nem sempre é fácil. Mas, quando o transplante acontece a esperança se renova e novos planos são feitos para o futuro. O que pode incluir até mesmo a concepção de um bebê. Mas, será que mulheres transplantadas renais podem engravidar?

Este é uma dúvida muito comum de mulheres que se submetem a um transplante renal. Sabendo disso, preparamos esse artigo tratando sobre a possibilidades de uma gestação pós-transplante renal e quais os riscos nesse tipo de situação.

Ficou interessado(a)? Então, continue sua leitura e aproveite para esclarecer essas e outras dúvidas sobre o assunto.

Afinal, mulheres transplantadas renais podem engravidar?

De forma simples e direta uma gravidez após ao transplante pode sim acontecer. Com os devidos cuidados, a mulher transplantada pode ter uma gestação muito tranquila. E até com menos complicações do que em fase de hemodiálise. Mas, esta ainda é uma condição que envolve mais maiores riscos, principalmente se comparado com a gestação em mulheres saudáveis.

Portanto, é preciso conferir com o obstetra e nefrologista através de consultas, exames e discussões as possibilidades, que variam conforme cada caso.

Além disso, para ter uma gravidez saudável, as mulheres transplantadas renais precisam atender a alguns requisitos básicos, como:

  • Não apresentar episódios de rejeição
  • Apresentar boa função do rim após o transplante
  • Ausência de infecções
  • Pressão arterial controlada.

Qual a melhor fase para engravidar após o transplante?

Para as mulheres transplantadas renais o melhor momento para engravidar é quando a fertilidade regressa ao modo normal. E isso acontece entre 2 a 6 meses após transplante.

No entanto, é importante manter as medidas de contracepção no primeiro ano após o transplante. Isso porque a recomendação é não engravidar nesse período já que o risco de rejeição é maior. Além disso, a medicação usada não é compatível com a gravidez.

Quais complicações mulheres transplantadas renais podem ter na gravidez?

No geral, são três as complicações mais comuns de se ter em gravidez de mulheres transplantadas renais:

  • Pré-eclâmpsia – Se manifesta com HTA e perda de proteína na urina após 20 semanas de gestação. E tem chance de ocorrer 25% maior que em mulheres saudáveis.
  • Diabetes gestacional – Pode ocorrer em cerca de 8% das mulheres transplantadas renais.
  • Agravamento ou aparecimento de hipertensão arterial – Uma das complicações que mais aparece com frequência e precisa ser controlada com a medicação correta. Principalmente para evitar uma possível pré-eclâmpsia.

Quais os riscos para o bebê em gestação de mulheres transplantadas renais?

O principal risco ao bebê em gravidez de mulheres transplantadas renais é justamente o pré-termo. Ou seja, o nascimento do bebê antes das 37 semanas de gestação e isso ocorre em cerca de 46% das gestações.

Outro risco é o baixo peso ao nascer que deve ser considerado. Não há riscos de malformações, no entanto é preciso estar atenta aos medicamentos utilizados para que sejam ajustados. Isso porque, alguns medicamentos usados no tratamento de transplante renal podem provocar malformações. Portanto, conversar com seu médico antes de tomar qualquer decisão sobre uma possível gestação é importante.

Impacto da gravidez no rim transplantado

Existem dois impactos para os rins que podem ser consideráveis numa gravidez de mulheres transplantadas renais:

  • Possibilidade de deterioração da função do rim transplantado – Sendo esse um impacto negativo as funções do rim, podendo ser ainda maior se houver proteínas na urina ou hipertensão arterial. No entanto, se o rim tiver uma boa função (Cr <1,5mg/dl) não há habitualmente chances de agravamento nas funções renais.
  • Rejeição do rim transplantado – Os riscos de rejeição do rim transplantado são baixos, cerca de 4% de chances durante a gravidez não sendo diferente de mulheres transplantadas renais não grávidas.

As informações aqui são de grande utilidade se você está pensando em engravidar, mas o recomendado é sempre buscar informações com um médico e especialista que acompanhe sua saúde de perto!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

%d blogueiros gostam disto: