Alimentação e rins – 6 alimentos que deve evitar para proteger os rins

Alimentação e rins – 6 alimentos que deve evitar para proteger os rins

Você sabia que os rins são afetados diretamente pelos alimentos que consumimos? Dependendo do que você consome, os alimentos podem gerar toxinas no organismo. E os rins, além de filtrar o sangue, também se encarregam de eliminar essas toxinas do corpo. Por isso, entender a relação alimentação e rins é fundamental.

Ou seja, sabendo quais alimentos fazem bem para os rins, você conserva a função renal. E não desencadeia que possam afetar este órgão ou então a sua saúde como um todo. Continue lendo e veja 6 alimentos que você deve evitar para proteger os seus rins!

1.      Na relação alimentação e rins evite alimentos ricos em Sódio

O sal é o principal causador de problemas severos nos rins, como a formação de edemas, por exemplo. Além disso, este mineral provoca o aumento da pressão arterial, sobrecarrega o coração. E também causa outros danos para a saúde. Para proteger os seus rins dos efeitos nocivos do sal, diminua o uso do sal ao cozinhar. Além disso, evite os seguintes alimentos que contêm altos teores de sódio:

  • Embutidos e enlatados em geral;
  • Refrigerantes, bem como sucos prontos;
  • Salgadinhos;
  • Fast Foods;
  • Biscoitos recheados ou então outras guloseimas ricas em sódio.

2.      Gordura

O alto nível de gordura provoca o aumento do peso, bem como colabora para o surgimento de doenças coronárias. Além disso, a gordura contribui para problemas nos demais órgãos, assim como gordura no fígado. Para manter seus rins funcionando bem, a dica é evitar frituras e alimentos com alto teor de gordura, como:

  • Carnes vermelhas com capas de gordura;
  • Vísceras, como rim e miolo;
  • Refeições pré-industrializadas, como lasanhas;
  • Alimentos fritos ou então industrializados;
  • Leite integral e bolachas recheadas.

3.      Potássio

alimentação e rins

Entre as funcionalidades dos rins, uma delas é controlar a concentração de potássio no sangue. No entanto, quando em excesso, esse nutriente pode provocar insuficiência renal, arritmia cardíaca e ate morte súbita. E apesar de naturais, algumas frutas, legumes e verduras devem ser evitados por terem altos níveis de potássio, como:

  • Banana;
  • Abacate;
  • Cenoura;
  • Folhas da beterraba;
  • Batata doce;
  • Folhas de coloração verde escura.

4.      Triglicerídeos

Os triglicerídeos são gorduras presentes nos alimentos ricos em carboidratos, ou seja, com a presença de açúcar ou farinha branca. As consequências do alto nível de triglicerídeos no sangue são danos renais, bem como pancreatite, diabete tipo 2 e obesidade. Para não apresentar esses problemas, você deve evitar consumir os seguintes alimentos:

  • Massas em geral, como pães ou então macarrão;
  • Bebidas alcoólicas, bem como sucos artificiais;
  • Balas e doces;
  • Bolos e biscoitos;
  • Sobremesas em geral;
  • Chocolate e cacau.

5.      Proteínas

Assim como a falta de proteínas gera danos à saúde, o excesso também pode prejudicar o nosso organismo, especialmente nos rins. Isso porque em pacientes que sofrem de insuficiência renal, o excesso de proteína sobrecarrega o funcionamento dos rins. Portanto, o ideal é controlar o consumo de proteína e não consumir em excesso os seguintes alimentos:

  • Carnes vermelhas;
  • Carnes brancas;
  • Peixe;
  • Ovos;
  • Leite;
  •  Derivados de leite.

6.      Potássio

Assim como as proteínas, em excesso, o potássio é prejudicial para quem sofre de insuficiência renal. Além disso, quando não estabilizado, o potássio pode causar cãibras musculares e batimentos cardíacos irregulares. Com isso, recomenda-se controlar a ingestão de Potássio. Além disso, você também não deve consumir em excesso os seguintes alimentos:

  • Abacates;
  • Bananas;
  • Grão de bico;
  • Leite em pó;
  • Aveia;
  • Frutos secos ou então desidratado.

Esperamos que tenha compreendido bem a relação entre alimentação e rins e sua importância para a qualidade de vida. Lembre-se que como tudo na vida, na alimentação também é necessário manter o equilíbrio. Se cuide!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Open chat
%d blogueiros gostam disto: