Veja o que mais afeta as mulheres e que futuro elas esperam?

Ser mulher!

Sentir-se mulher!

Viver como mulher!

Trabalho, família, amigos, saúde, amores!

Um ser humano cheio de facetas, capaz de ser e de sentir da maneira mais complexa e perfeita, a mãe, a filha, a namorada, a profissional, enfim, a mulher!

O instituto de doenças mentais aponta que mais 85% das pessoas que sofrem de distúrbios alimentares são mulheres.

Em entrevista a um jornal britânico o psicólogo Daniel Freeman formado pela faculdade de Oxford afirma que as mulheres têm 40% a mais de chances de sofrer de transtornos metais que os homens.

Mas, qual será o motivo de serem tão atingidas?

Será que os fatores culturais influenciam de alguma maneira em tudo que afeta a mulher?

E o que a afeta a mulher, mais do que qualquer outra coisa?

Padrões de beleza

Acredite você ou não, mas segundo a psicóloga Catherine Steiner-Adair pós doutorada pela universidade de Harward depois de um amplo estudo com grupo de mulheres, o que mais atinge AS MULHERES ainda está relacionado a sua imagem pessoal e os padrões de beleza impostos pela sociedade moderna.

A autoimagem feminina é construídas a partir das crenças imposta desde a infância, transmitidas pela família, pela sociedade e transformadas em modelos a serem seguidos como o único caminho para o sucesso pessoal e profissional.

Um completo mito, que nos dias atuais já vem sendo descontruído como forma de prevenir os mais variados tipos de transtornos emocionais e mentais. Também como maneira de afirmar pluralidade como algo natural e saudável na vida da mulher.

A intolerância

A sociedade contemporânea não consegue expor seus pensamentos e sua visão diferente do outro de forma pacifica e por esse motivo se vê tanto atos intolerantes, principalmente com as mulheres, se elas fogem do que é considerado “ normal”, já são alvo de atitudes e pensamentos violentos e descabidos.

Como lidar com tudo isso?

Um corpo humano é considerado fonte de imenso poder, mas por outro lado extremamente violado e desrespeitado, pelos outros e por sí próprio e quando se trata de mulheres isso se torna ainda mais intenso, o desrespeito, o menosprezo e a violência devem ser de toda maneira banidos cultural, emocional e fisicamente da vida de todos.

E qual será a melhor maneira da mulher enfrentar toda essa violência física e emocional?

A maneira ideal é começar a criar, a educar, e transmitir as mulheres a informação de que elas são capazes de pensarem por sí mesmas, de tomarem suas próprias decisões, de que não precisam de autorização para serem exatamente o que elas quiserem.

Isso significa que se uma mulher decidir ser mãe ou não ter filhos, ou então ser política, ou optar pela carreira de modelo internacional o respeito será o mesmo, pois significa que a sua vontade foi feita, sem pré-conceitos e pré-julgamentos.

Ou seja, para transformar o futuro em lugar para todos é necessário, criar seres pensantes e capazes de entender e respeitar o próximo.

E o que esperar do futuro?

As mulheres como um todo ainda contam com reconhecimento dos seus progressos e com o respeito de sua opiniões e decisões.

E será que isso é possível?

A resposta é sim…

O segredo está na educação, para solucionar as questões de opressão, violência e desrespeito a mulher é necessária uma mudança profunda na educação, e na cultura transmitida através das gerações.

Para que dessa maneira a mulher possa ter a liberdade e confiança de fazer a suas escolhas sem a necessidade de aprovação de ninguém, sem a sensação de que precisa sempre fazer a escolha correta para não correr risco de ser julgada.

Esse é o principal desejo, poder escolher, ser ou não ser…

Poder querer ou deixar de querer…

Poder ser, sentir-se e viver como mulher, sem imposições, sem limitações, sem submissões … apenas pelo prazer de ser mulher!

VEJA ESSE VÍDEO INCRÍVEL E CURE SUA VIDA! ACESSE ESSE LINK: https://g.eduzz.com/checkout/cart/000000-1HP5IM-JQDLLS-RLGZNZ/

https://www.youtube.com/watch?v=YGL-xFeqQEw

 

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Open chat
%d blogueiros gostam disto: