Sementes que devem ser consumidas

Hoje em dia, é normal você achar em lojas de produtos naturais e supermercados aquelas sementinhas para vender e muitas das vezes, as pessoas nem sabem como elas são importantes para a nossa saúde e no nosso dia a dia.

Por esse motivo, é necessário saber a importância delas e o quanto que elas devem ser consumidas para que o nosso corpo absorva os benefícios sem que a nossa saúde seja prejudicada.

Segundo os especialistas, essas sementes são ricas em nutrientes, como as fibras, que auxiliam bastante na formação do bolo fecal e aperfeiçoam o funcionamento do intestino.

Além disso, elas têm a capacidade de aumentar a saciedade, minimizando assim a vontade de comer e com isso, auxiliando no emagrecimento.

As sementes ajudam na diminuição do colesterol, do peso, de inflamações como as celulites, adéquam o trânsito intestinal e majoram a massa magra.

Elas são aconselhadas para quem tem obesidade, sobrepeso, prisão de ventre, celulite, colesterol alterado ou apenas querem aprimorar a alimentação.

Para que elas tenham efeitos positivos no organismo, o essencial é acrescentá-las todo dia nas refeições. A quantia varia de pessoa para pessoa, mas a quantidade adequada é em média de 1 colher de sopa por dia.

De maneira geral, a ingestão adequada de sementes proporciona os seguintes benefícios:

  • Aumenta a ingestão de fibra, o que acaba regulando o trânsito intestinal e acarretando maior saciedade;
  • Melhora o perfil lipídico, controlando os níveis de colesterol LDL e dos triglicerídeos;
  • Controla a pressão arterial;
  • Aumenta os níveis de energia;
  • Controla os indícios da menopausa e a TPM.

Agora que você já deve está entendendo o motivo das sementes precisarem ser incluídas na sua alimentação, conheça alguns tipos:

Sementes de abóbora

Essas sementes são populares como pevides, que são fonte de gorduras fitosteróis, polinsaturadas, fibra, vitamina E e proteína.

Esses nutrientes lhe dão poder antioxidante, diurético e anti-inflamatório, tendo poder efetivo sobre a próstata.

Essas sementes podem ser consumidas de maneira isolada ou com saladas e iogurtes. É aconselhável ingerir 1 colher de sopa diariamente, opte pelas versões sem sal.

Sementes de cânhamo

Essa semente é uma ampla fonte de proteína vegetal, ácidos gordos polinsaturados, fibras e vitamina E, o que é excelente para o equilíbrio do organismo.

Ela também apresenta efeito laxante, antioxidante, sacia a fome e ajuda no controle do colesterol. Pode ser consumida sozinha ou adicionada em iogurtes ou cereais. É recomendada até meia colher de sopa por dia.

Sementes de chia

Essa semente é usada na produção de pão de sementes e eram aproveitadas na antiguidade como fornecedoras de resistência e energia. São ricas em gorduras polinsaturadas, cálcio e fibra.

Seu consumo é feito juntamente com iogurtes, saladas, cereais e sumos, e a dose diária aconselhada é de 2 colheres de chá por dia.

 Sementes de linhaça

Essas são as sementes do linho e há dois tipos dela: a dourada e a castanha. As duas contém efeito anti-inflamatório, regulam o trânsito intestinal e controlam a saciedade.

Podem ser consumidas em iogurtes, saladas, sopas, sumos, cereais, etc. É aconselhável que se consuma 1 colher de sobremesa por dia.

Sementes de sésamo

Essas sementes são ricas em ômega 6, proteína e ômega 9. Contém ainda fitosteróis que trazem benefícios quando o assunto é menopausa.

Podem ser acrescentadas em iogurtes, cereais, saladas, sumos e sopas. É recomendado que consuma 1 colher de sobremesa ao dia.

Sementes de amaranto

Essa semente em tão completa em nutrientes que alguns profissionais a comparam ao arroz com feijão. Ela possui aminoácidos e proteínas que são eficazes para o organismo. O amaranto tem a capacidade de diminuir o colesterol, a pressão arterial e melhorar o intestino.

Suas características naturais contêm a ação antioxidante, o aumento da oxigenação do metabolismo, o combate aos radicais livres e o fortalecimento da membrana celular, o que ajuda na melhora do sistema imunológico por causa da proteção das células.

O amaranto é também recomendado na nutrição preventiva, aquela que tem por finalidade evitar doenças e melhorar a qualidade de vida. Ele é fonte de minerais e vitaminas importantes como o: cálcio, zinco, fósforo, ferro, potássio, vitaminas do complexo B e vitamina E.

Sementes de quinua

Essa é uma das sementes mais recomendadas por nutricionistas e profissionais da saúde devido ao seu alto valor funcional e nutricional.

Essa semente é fonte de proteína, vitaminas, carboidratos, minerais, fibras, aminoácidos e cálcio e é o mais completo alimento de origem vegetal.

A quinua contêm bastante magnésio e cálcio, o que é muito importante para o fortalecimento dos ossos.

Sementes de aveia

O consumo adequado de aveia faz com que o intestino funcione da maneira correta, absorvendo os nutrientes que o organismo precisa e deixando de ser preguiçoso.

Além das fibras, a aveia é uma ótima fonte de minerais e vitaminas. Cálcio, cobre, ferro, zinco, fósforo, magnésio e manganês são achados em abundância no cereal, e também as vitaminas E e proteínas. Ou seja, esse é um cereal completo.

Sementes de gergelim

O gergelim tem grande quantidade de proteínas, carboidratos e gorduras, sem contar com as fibras e os lipídios, que são muito importantes na diminuição do colesterol do sangue, com propriedades antioxidantes e anticancerígenas.

Essa semente também possui alto teor de cálcio, ferro e fósforo, além de serem ricas em vitaminas do complexo B.

O gergelim é essencial para quem busca boa forma ou uma dieta equilibrada, pois ele possui uma ampla quantidade de fibras, o que ajuda no bom funcionamento do intestino.

Sementes de girassol

As sementes de girassol são ótimas fonte de vitamina E, um antioxidante poderoso. Essas sementes são ricas em fitoesteróides e auxiliam na redução dos níveis de colesterol “mau” no sangue, ajudam também no aumento da resposta imunológica e na diminuição dos riscos de adquirir alguns tipos de câncer.

Consumir sementes de girassol ajuda no controle da TPM, beneficia a recuperação de processos inflamatórios, ajuda na mobilização do ferro para a síntese da hemoglobina, adrenalina e o desenvolvimento dos tecidos conjuntivos.

Agora que você já sabe as sementes que podem ser consumidas, corra e as compre, para beneficiar você e a sua saúde! Não se esqueça de deixar o seu comentário nos dizendo o que você achou desse artigo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Open chat
%d blogueiros gostam disto: