5 sinais que você está tendo um derrame, veja o que fazer!

Você sabe como está a sua saúde? O sal tem sido usado em excesso na sua alimentação? Você anda exagerando no açúcar? Como é o seu cardápio no dia a dia? Como é o seu estilo de vida? Você sabe se sua hipertensão, colesterol ou seu diabetes estão em equilíbrio?

Se por acaso você anda exagerando no sal e no açúcar, não presta atenção no seu estilo de vida, não tem a mínima ideia de como está sua saúde e ainda bebe e fuma, então está na hora de você mudar seus hábitos. Sabe por quê? Esses hábitos favorecem o derrame.

Os maiores índices de morte do mundo são graças ao derrame. As consequências dele na vida de uma pessoa são bastante prejudiciais, pois tem sequelas graves, que tornam o ser humano incapaz de fazer algumas tarefas.

Pense que tudo que você ingere, reflete no seu corpo de forma interna e externa e pode ser um malefício ou um benefício dependendo do que você consome. Existem diversas campanhas contra o álcool, cigarros e a obesidade, realizadas por médicos e pelo governo.

Mas, ainda assim fica uma pergunta na cabeça que é, “como está a sua saúde?”. É preciso ter muita consciência com a qualidade de vida que se leva.

Não se pode viver comendo de tudo e fazendo de tudo de uma maneira extremante exagerada. Isso são atitudes que podem encurtar a sua vida e acredite, o tempo que você vive depende muito da sua conduta.

Se agarrar as justificativas por seus maus hábitos, só vai te trazer dores de cabeça no futuro. Por isso, fique atento a sua saúde e veja os sinais de que você está tendo um derrame!

Sinais de que você está tendo um derrame

A cada cinco minutos uma pessoa tem um derrame, segundo a ABN (Associação Brasileira de Neurologia). Derrame é um acidente vascular cerebral (AVC), que acontece quando há um entupimento e rompimento dos vasos que carregam sangue para o cérebro.

  1. Você pode sentir perda de força no rosto, na perna ou de algum lado do corpo;
  2. Começa a ter dificuldade para falar e formular informações;
  3. Sentir muita dor de cabeça sem nenhum motivo aparente;
  4. Ter vertigens, tonturas ou um desequilíbrio;
  5. Sentir náuseas ou chegar a vomitar.

Complicações causadas pelo derrame

Quando se tem um derrame, você sofre com constipação intestinal, dificuldade para falar e para se alimentar, depressão, epilepsia vascular, alterações comportamentais e cognitivas. Se notar que alguém teve um derrame, corra imediatamente para um pronto socorro mais próximo.

Causas

Ter problemas cardíacos, hipertensão, diabetes, enxaqueca frequente, fazer uso de medicamentos hormonais ou anticoncepcional, consumo de bebidas alcoólicas, sedentarismo, fumo e obesidade.

Tratamento

O tratamento depende do caso e de cada organismo, alguns medicamentos contribuem para restauração de algumas funções afetadas. Fazer fisioterapia, e manter um acompanhamento com psicólogos, são fatores bem importantes no tratamento para uma recuperação.

Cuide da alimentação

O azeite de oliva tem sido muito recomendado para evitar derrames. Só que, sozinho, ele não vai resolver o problema, por isso é importante manter uma alimentação balanceada. Com uma boa qualidade de vida as chances de você ter um derrame são bem baixas.

Existem alguns alimentos que previnem o derrame, como:

  • Banana;
  • Maça;
  • Pêra.

Em um estudo feito na Universidade de Wageningen, na Holanda, foi comprovado que consumir frutas que tenham a polpa branca, como a pêra e a maça, reduz os riscos de se ter um derrame. A cor branca reflete a presença de fitoquímicos que são benéficos a saúde, como flavonóides e carotenóides.

Quer aprender a ter mais saúde, evitando doenças e até ajudando a tratá-las de movo natural? Veja esse e-book que tem ajudado milhões de pessoas!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Open chat
%d blogueiros gostam disto: