Doenças de pele e tratamentos

A pele é o maior órgão do corpo e ela protege contra vírus e bactérias e ainda auxilia a controlar a temperatura do organismo.

Mas a pele também sofre com doenças que podem irritar inflamar, causar inchaço, vermelhidão e bolhas.

São várias as doenças de pele que podem trazer sérios riscos á saúde, por isso veja uma lista das enfermidades mais comuns, o que elas fazem na pele e qual o tratamento.

Conheça 6 doenças de pele mais comuns e seus tratamentos

  1. Acne

Os poros são pequenos furos na pele se vinculam às glândulas pelo folículo. Estas glândulas criam o sebo. Quando há uma alteração nas glândulas elas criam um excesso desse sebo que obstrui o folículo e surgem as acnes.

Essa é uma das doenças de pele mais comuns e estima-se que 80 % das pessoas tenha acne em algum momento da vida. O tratamento precoce é a melhor maneira de evitar cicatrizes.

Acne se desenvolve com mais frequência na face, pescoço, colo, ombros e costas e pode durar meses, anos ou por toda vida. Dependendo da gravidade, a acne pode levar a cicatrizes na pele.

Tratamento

O tratamento contra acne é focado em reduzir a quantidade de produção de óleo fabricado pela pele, combater à infecção de bactérias, auxiliar a renovação de células.

Para casos mais graves é recomendado o uso de medicações via oral como  Azitromicina e Roacutan. Estes medicamentos não devem ser usado durante a gravidez, especialmente nos primeiros 3 meses de gestação.

Outros tratamentos comuns são:

  • Creme tópico de venda comercial livre;

 

  • Cremes tópicos com prescrição médica;

 

  • Antibióticos;

 

  • Contraceptivo oral (anticocepcional);

 

  • Procedimentos cosméticos, como a microdermoabrasão, lasers, luz pulsada e peeling químico, também podem ser eficazes.

 

 

  1. Eczema

 

A eczema atópica ou dermatite Atópica como também é conhecida e a eczema de contato apresenta os seguintes sintomas:

  • Pele seca;
  • Coceira;
  • Erupções cutâneas na face no rosto, atrás do joelho e na parte interior dos cotovelos.

 

Tratamento

Não existe um teste especifico para diagnosticar a doença e também não há cura. Mas pode ser controlada.

O tratamento pode ser feito através de remédio antialérgico para aliviar a coceira. E o uso de pomada e creme com corticoides, como a hidrocortisona e antibióticos para tratar as infecções bacterianas.

Mantenha também a pele sempre hidratada para não piorar os sintomas.

 

Tratamento

Não tem cura, mas pode ser controlada através de tratamento feito através de antibióticos e pomadas tópicas.

 

  1. Câncer de pele

 

 

Existem vários tipos, mas 3 são mais comuns:

  • Carcinoma basocelular;

 

  • Câncer de células escamosas;

 

Esse tipo de doença de pele se desenvolve mais em áreas mais exposta a luz do sol, como a face, pescoço, colo, mão e braços.

O câncer de pele é difícil de ser detectado. Muitas vezes se desenvolve como uma pequena mudança na sua pele, como uma ferida que não cicatriza.

Pequenas manchas ou inchaços fora do normal, que podem surgir elevadas ao toque, com uma cor diferente.

Tratamento

  • Quimioterapia – é feita com o uso de remédios diretamente nas veias ou comprimidos para extinguir as células cancerígenas que ficaram mesmo com a cirurgia, mas pode ocorrer queda de cabelo.

 

  • Radioterapia – É feita através da utilização de raios X diretamente sobre o câncer na pele para eliminar as células cancerígenas que ficaram.

 

  • Terapia biológica – São remédios, como Vemurafenib, Nivolumabe ou Ipilimumab, que auxiliam o fortalecimento do sistema imunológico para eliminar mais células cancerígenas com mais eficácia.

Já os outros podem ser feitos através de:

  • Cirurgia simples – É feita a remoção do câncer na pele.

 

  • Cirurgia Micrográfica – É feita no rosto e são retiradas camadas finas da pele até a remoção total do câncer.

 

  • Eletro-curetagem – Retira-se o tumor e passa uma corrente elétrica para estancar o sangue e eliminar qualquer vestígio da doença.

 

  • Criocirugia – É usado em carcinoma onde a lesão é bem delimitada, sendo assim possível congelá-la e eliminar todas as células malignas.

 

  1. Impetigo

 

Impetigo é causado por um germe conhecido como Staphylococcus aureus e pelo Streptococcus pyogenes, ou até uma mistura desses dois. É comum em crianças de 2 e 6 e é altamente contagioso.  A doença começa quando a bactéria infiltra em uma ruptura na pele, como um arranhão, corte ou até picada de inseto.

Os sintomas se apresentam com feridas avermelhadas ou espinhas. Estas feridas ocorrem no rosto, braços e pernas e se enchem de pus e após alguns dias vai formando uma crosta grossa na pele.

Tratamento

Se as lesões forem simples, o tratamento deve ser feito apenas com boa higiene e antibióticos tópicos, como a pomada de Mupirocina aplicando 3 vezes ao dia.

Mas se as lesões já estiverem mais intensa e espalha pelo corpo ou se for impetigo bolhoso ou ectima, o tratamento deve ser  feito com antibióticos por via oral. Geralmente a penicilina é mais indicada.

 

  1. Rosácea

A rosácea causa vermelhidão na face do rosto, linhas pequenas vermelhadas sob a pele, os olhos ficam inflamados assim como as pálpebras, nariz mais alargado e a pele fica bem grossa. Algumas coisas ainda fazem piorar os sintomas, como o álcool, exercício intenso, temperaturas altas e baixas, alimentos muito picantes, stress, e raios solares.

Tratamento

Não tem cura, mas pode ser tratada com produtos tópicos como por exemplo , o metronidazol, ácido azelaico, peróxido de benzoila e retinoides. O objetivo do tratamento é reduzir a inflamação.

 

  1. Vitiligo

 

Vitiligo é uma doença que causa a despigmentação normal da pele e tornam-se brancas.

A causa do vitiligo ainda não é totalmente conhecida, mas muitos pensam que é uma doença em que o corpo fabrica anticorpos contra seus próprios melanócitos e acaba se destruindo. Depois disso, a pele não pode produzir adequadamente melanina que resulta no vitiligo.

Os locais que costumam de atingidos pelo vitiligo são a face, olhos, mãos, nariz, axilas, e umbigo.

Tratamento

Vitiligo ocasionalmente desaparece por si só, mas pode voltar de hora para outra e alguns tratamentos podem retardar o progresso da doença.

O médico pode apresentar medidas como a indicação de vitaminas antioxidantes como a vitamina C, que combinados a outras vitaminas, como ácido fólico e vitamina B12, podem auxiliar na produção de melanina.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Open chat
%d blogueiros gostam disto: