Por que e quando é preciso perder peso?

preciso-perder-peso

No Brasil, o Ministério da Saúde revelou que no ano de 2006 mais da metade de toda a população brasileira estava acima do peso. É um dado alarmante e nos faz refletir sobre a necessidade de tomar atitudes cada vez mais saudáveis, uma vez que a obesidade influencia diretamente na saúde do ser humano.

Dados também alertam que muitos brasileiros comem em excesso, principalmente carnes com gordura e bebem diariamente leite integral, estes considerados hoje os principais responsáveis pela obesidade e que o excesso de peso é maior no sexo masculino e que no processo de juventude é que agrava a situação trazendo problemas sérios de saúde na vida adulta.

Os hábitos alimentares são passados de geração para geração e com eles, os itens naturais de necessidades básicas e saudáveis para todos os indivíduos como frutas, verduras e legumes passam despercebidos na rotina alimentar.

 

Por que uma pessoa deve perder peso?

Nas últimas décadas a obesidade vem sendo analisada e estudos aprofundados trazem informações cada vez mais preocupantes no mundo todo. Estudos comprovam que um a cada três indivíduos está acima do peso.

A má alimentação associada à falta de atividade física chamada de sedentarismo pode ser um fator de risco para inúmeras doenças.

Por este motivo, a perda de peso pode ultrapassar a necessidade estética e se tornar uma necessidade para a qualidade de vida de qualquer indivíduo.

O tratamento da obesidade

O tratamento da obesidade se dá de várias formas. A mais indicada é o tratamento natural com adoção de práticas saudáveis com boa alimentação, uma dieta pobre em calorias e atividades físicas regularmente.

Em determinados casos, de acordo com a necessidade o médico pode indicar o uso de medicamentos por determinado período para controle da alimentação, promoção da saciedade e controle da gordura acumulada. No entanto medicamentos deverão ser analisados de acordo com a necessidade pois os mesmos podem trazer sérios efeitos colaterais e prejudicar ainda mais a saúde do paciente. Problemas como aumento da pressão sanguínea nas artérias, arritmia cardíaca, boca seca, aumento da ansiedade e insônia fazem parte da lista de efeitos colaterais mais comuns neste tipo de tratamento.

Em outros casos, principalmente em casos de obesidade mórbida onde há maior risco à vida do paciente, uma cirurgia pode ser indicada, sendo ela de redução do estômago ou colocação de balão intragástrico.

Como saber que está com peso certo?

O peso ideal varia de pessoa para pessoa. As variáveis como altura e idade influenciam muito na análise para saber se uma pessoa está acima do seu peso ideal ou não.

Os médicos hoje em dia utilizam técnicas básicas para análise que vão além do visual para conta de matemática básica, método esse chamado de IMC.

 
O que é IMC?

IMC é a sigla de Índice de Massa Corporal que consiste em um método de avaliação do peso de um indivíduo.

Muito utilizado nos dias de hoje devido à facilidade de seu cálculo, consiste na divisão do peso (em quilogramas) pela altura do indivíduo (em metros) elevado ao quadrado.

Este método é aplicado de modo preliminar para análise rápida do peso de cada pessoa, o que não dispensa a consulta a um profissional qualificado para análise criteriosa pois resultados podem variar de indivíduo para indivíduo de caso para caso.

 

Como equilibrar a alimentação?

Manter uma dieta equilibrada de nutrientes e vitaminas que o corpo precisa não é difícil, basta apenas entender a necessidade e buscar uma reeducação alimentar.

Fazer ao menos 5 refeições por dia é importante para o regulamento do nosso organismo. O tempo curto entre as refeições acelera o metabolismo acostumando-o a digerir a refeição no tempo ideal até a chegada da próxima. Diferente de quando se come poucas vezes e em quantidades exageradas, pois deste modo o metabolismo de torna “preguiçoso” devido à grande quantidade de comida e a falta de planejamento do tempo entre as refeições.

Apostar num almoço pequeno, porém completo pode gerar energia para um dia inteiro. No jantar, cereais, frutas e saladas complementam a última refeição do dia.

Variar os grupos de alimentos como peixes, carnes, verduras e frutas compensam a necessidade de reposição diária de vitaminas e proteínas que o organismo tanto necessita.

Alimentos não processados e integrais são importantes na substituição dos alimentos fritos e industrializados.

Beber muita água auxilia na hidratação do corpo e processo fisiológico, além de contribuir para a prevenção de certas doenças.

 

Comer para viver ou viver para comer?

Que comer gera um prazer inigualável não tem discussão. Todos adoram principalmente se forem aqueles doces maravilhosos como chocolates ou ainda aqueles fast foods que dá água na boca somente de imaginar. Seja por fome, ansiedade, prazer ou distração sempre tem um motivo para atacar um caixa de bombons.

O fato é que a falta de controle sobre esse tipo de alimentação está tornando as pessoas cada vez mais reféns da sua própria necessidade.

Nascemos por natureza com a necessidade de comer para viver, mas ao se deparar com a situação atual de muitos brasileiros (e na verdade do mundo todo) nos deparamos com essa situação em que muitos até mesmo sem se darem conta, vivem para comer.

Quando se vive para comer, o excesso de peso é inevitável e os problemas que derivam dele acabam se tornando inevitáveis também.

 

Como conseguir mais qualidade de vida com a alimentação?

A boa alimentação associada à práticas saudáveis como por exemplo não fumar, não fazer uso de bebidas alcoólicas e o baixo consumo de gorduras saturadas, diminuem bruscamente os riscos de contração de doenças como diabetes, hipertensão além de desenvolvimento de câncer.

Não existe mágica nem alimentos mágicos que possam promover a saúde do indivíduo, mas adotar a boa alimentação à prática saudável trará muita disposição e muita saúde a aquele que o fizer.

Importante salientar que os hábitos alimentares devem ser praticados desde a infância, proporcionando padrões de qualidade de vida.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Open chat
%d blogueiros gostam disto: