Dores de cabeça frequentes, é sinal de quê?

A dor é um aviso natural de que algo em nosso corpo não está bem. Com as dores de cabeça não é diferente. Ela pode indicar que o que você está fazendo regularmente não é bom para a saúde de seu corpo ou ainda que algo um pouco mais complexo está sendo desencadeado.

Situações de rotina como falta de alimentação adequada, postura incorreta, desidratação e cansaço visual podem causar dores de cabeça ao indicar que de algum modo está sendo gerada uma espécie de estresse.

 

Tipos de Dor de Cabeça

Em geral a dor de cabeça pode ser dividida em dois tipos: Cefaleia Tensional e Cefaleia Vascular.

A CEFALEIA TENSIONAL geralmente ocorre ao findar do dia e início da noite. Se caracteriza por ser geralmente frontal e pulsátil podendo se estender até a nuca. Este tipo de dor está associado à tensão muscular e não há associação com hereditariedade e sim com o mesmo atual. Tem como característica a sensação de aperto no crânio. É o tipo de dor de cabeça mais comum e pode ser episódica, ocorrendo em menos de 15 vezes por mês ou crônica, quando ocorre mais de 15 vezes no mês.

Situações comuns no dia a dia como uma noite mal dormida, estresse, depressão, má postura, cansaço, fome e ansiedade podem ocasionar neste tipo de cefaleia no seu modo episódico.

Já na sua condição crônica, fatores acumulativos como o consumo de álcool, gripe, fumo, esforço excessivo, sinusite e fadiga podem desencadear a doença.

As mulheres são os principais alvos deste tipo de cefaleia contribuindo com cerca de 88% dos casos registrados. A idade também pode contribuir para este tipo de dor, uma vez que o envelhecimento do organismo o torna mais propenso à desgaste físico e emocional.

CEFALEIA VASCULAR é um tipo de dor de cabeça que ocorre de modo mais intenso pois é resultante da pressão exercida pelos vasos sanguíneos. Neste tipo de cefaleia pode ser de ordem primária, como no caso da enxaqueca ou secundária quando se trata de doença arterial como um aneurisma cerebral, AVC, trombose venosa cerebral entre outras.

Se caracteriza como uma dor pulsátil e geralmente em um lado só da cabeça como se tivesse “um martelo martelando o crânio”.

A enxaqueca pode ocasionar na à perda do apetite, náusea, dificuldades de falar e dificuldades de enxergar. Ela pode ser engatilhada por algumas atitudes comuns no dia a dia como forte odor ou fumaça, depressão, ansiedade, mudanças de tempo, cheiro de certos tipos de comidas, luzes ofuscantes e problemas hormonais.

 

Tipos de doenças graves que causam dor de cabeça

Infelizmente nem todos os tipos de dor de cabeça são tensionais, e indicam apenas estresse momentâneo. Existem doenças perigosas que podem estar associadas às dores de cabeça vasculares que podem ser provenientes de algumas doenças grave como:

DERRAME: é a obstrução da artéria que leva nutrientes ao cérebro que pode levar à morte.

HIPOGLICEMIA: é uma complicação do diabetes causado pela baixa concentração de açúcar no sangue.

ANEURISMA: é uma deficiência que surge em uma ou mais artérias cerebrais devido o enfraquecimento de suas paredes apresentando risco de ruptura podendo causar hemorragias graves.

TUMORES: é o crescimento anormal de células surgindo a partir da subdivisão excessiva das mesmas. Ele se classifica em benignos e malignos, que neste último caso constituem o câncer.

GLAUCOMA: é uma doença ocasionada pela lesão do nervo óptico devido à alta pressão ocular podendo levar a perda da visão.

Buscando ajuda médica

É sempre importante estar atento aos sinais que o nosso corpo emite indicando que algo não está normal. Procure um médico em caso da dor de cabeça ser muito forte, trazer confusão mental, convulsões, visão distorcida, dificuldades de fala, fraqueza, rigidez do pescoço, dormência em algum dos membros e ainda quando posterior a algum tipo de ferimento na cabeça.

Em caso de dor constante é muito importante procurar um médico para uma análise apurada da situação. Evite a automedicação, ela pode esconder a causa da doença além de ser perigosa a sua saúde.

Para conseguir diagnosticar com precisão qual a causa do seu problema, o médico poderá fazer uma série de perguntas acerca do que tem sentido e de sua rotina. São perguntas chaves e que pequenos detalhes podem trazer respostas imediatas, mesmo sem perceber.

Por este motivo é sempre bom estar preparado para a consulta médica, levando informações precisas e com detalhes pois cada informação pode ser extremamente útil no diagnóstico.

Para isso faça uma lista de cada vez que sentiu dor, relatando informações como data e hora, duração, intensidade, o que pode ter desencadeado, o que mudou na sua rotina nesse período, quais medicamentos tomou, enfim, tudo o que aconteceu no período em que a dor se instalou.

O médico informará o tratamento indicado e se necessário pedirá exames complementares, como por exemplo, a ressonância magnética e a tomografia computadorizada a fim de excluir causas graves da doença como um tumor.

 

Tipos de Tratamentos

Dependendo do diagnóstico de cada caso, o tratamento pode ser feito com auxílio de analgésicos ou ainda com medicamentos combinados.

Em casos menos graves da dor, tratamentos alternativos como terapias de acupuntura, massagens locais e outros tipos de terapias usuais também podem ser importantes para a melhora do quadro.

Existem casos ainda que o médico pode indicar o tratamento preventivo através de medicamentos antidepressivos, anticonvulsionantes e ainda relaxantes musculares para evitar crises futuras.

Tudo dependerá do diagnóstico e histórico do paciente, por isso a importância aos detalhes no momento da consulta com o especialista.

 

Prevenindo a dor de cabeça

A prevenção também pode ser feita através de mudanças simples nos hábitos do dia a dia. Reduzir a fadiga, evitar situações de estresse, manter uma postura ereta, a constante prática de atividades físicas, uma boa noite de sono, uma dieta equilibrada, não fumar e não beber derivados do álcool, também podem ser grandes aliados na prevenção.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Open chat
%d blogueiros gostam disto: