Ataque cardíaco, como evitar?

ataque-cardiaco

O que é um ataque cardíaco?

O ataque cardíaco como popularmente é conhecido consiste no que chamamos de infarto do miocárdio.

Dados confirmam que hoje é a maior causa de morte súbita em adultos atingindo 2 a cada 1000 pessoas anualmente e infelizmente 1/3 não sobrevive.

Consiste na falta de oxigenação no coração devido à diminuição ou interrupção do fluxo sanguíneo por dentro das artérias por lesão da musculatura fazendo com que uma parte do coração pare de funcionar ou até mesmo morrer, levando a óbito.

Se logo após o ataque o socorro for imediato, a vida da vitima pode ser salva.

 

Quais as causas do enfarto?

O ataque cardíaco ocorre quando a artéria é obstruída, impedindo o sangue de levar oxigênio ao coração. Essa obstrução na grande maioria das vezes é feita pelo acúmulo de gorduras (trombo) presente na artéria.

Não existe uma causa para essa doença cardiovascular, mas existem fatores de riscos que implicam na possibilidade de seu acontecimento. Esses fatores de riscos são um conjunto de hábitos que podem agredir o coração como, por exemplo:

HIPERTENSÃO ARTERIAL: também conhecida como pressão alta, é a pressão com que o sangue é bombeado dentro das artérias. Essa “dificuldade” que o sangue tem de percorrer faz com que o coração trabalhe mais de modo forçado e comprometa assim o seu desempenho.

COLESTEROL e TRIGLICERÍDEOS ELEVADOS: estas são algumas das gorduras encontradas no coração necessárias para o bom andamento do nosso organismo, porém em grande quantidade pode ocasionar também a obstrução das artérias de modo a dificultar a passagem do sangue.

TABAGISMO: Os fumantes estão mais propensos à sofrerem um infarto devido a nicotina. A nicotina do cigarro faz com que a artéria fique estreita diminuindo a passagem do sangue em seu interior, dificultando a chegada do oxigênio no coração.

DIABETES: Diabetes é uma doença no qual o sangue possui alto índice de açúcar.

OBESIDADE: a obesidade é um grande fator de risco devido a quantidade de gordura que são acumuladas no sangue da pessoa acima do peso.

ESTRESSE: o estresse é um grande fator que pode ocasionar o infarto. A vida agitada do dia a dia, as pressões emocionais e o nervosismo são os grandes causadores do estresse que pode gerar a aceleração do coração fazendo com que o mesmo trabalhe com maior pressão.

HEREDITARIEDADE: fatores biológicos também podem estar associados aos fatores de risco para doenças cardiovasculares, passando de pai para filho por gerações.

Estes são apenas alguns exemplos de fatores de riscos destacados de modo individual, no entanto a situação pode ser agravada se de modo simultâneo, acarretando numa maior probabilidade de ocorrência.

 

Como saber se uma pessoa está enfartando?

O infarto pode acometer qualquer pessoa acima dos 25 anos de idade, embora ser mais comum em pessoas maduras após os 45 anos. Pode não apresentar nenhum sintoma assim como se manifestar em qualquer momento. Muitas vezes ocorre após uma forte emoção ou ainda sobre um momento de repouso atingindo homens e mulheres.

Geralmente as pessoas quando entram em processo de infarto do miocárdio sentem muita dor no peito. Essa dor é geralmente profunda e intensa além de desesperadora à vitima. Essa é a principal característica da pessoa que está em processo de enfarte.

A respiração pode se tornar mais curta e causa suor excessivo e palidez. Vontade de vomitar, tontura e desmaio pode se caracterizar durante o processo.

 

O que fazer quando uma pessoa está enfartando?

O primeiro passo é identificar os sinais do infarto, no entanto o diagnóstico só pode ser dado por um médico após um exame de eletrocardiograma.

O infarto pode ser fulminante ou demorado. O paciente deve ser rapidamente atendido através de atendimento especializado, no entanto os primeiros momentos após o ataque do coração é de grande importância na sobrevivência da vítima podendo prevenir uma parada cardiorrespiratória.

É importante estar atento à algumas dicas que servem para auxiliar a vítima neste momento tão delicado:

– Se estiver em momento inicial dos sintomas, a vítima pode tomar metade de uma aspirina. Estudos revelam que a aspirina pode reduzir até 22% a chance de óbito da vítima em caso de infarto.

– Coloque a pessoa em repouso, soltando botões das roupas, tirando toda pressão exercida sobre o corpo.

– Areje o local abrindo portas e janelas para ventilação natural.

– Se a vítima tiver condições, peça para a mesma respirar profundamente e tossir com força por várias vezes como se estivesse expelindo catarro, alternando a respiração e a tosse. Ao respirar o oxigênio é levado aos pulmões e ao tossir, o coração o coração contrai e o sangue circula com maior facilidade.

– Faça a massagem cardíaca na vítima. Sobre uma superfície plana, com o paciente deitado faça pressão no meio do tórax, na parte inferior do osso esterno, com as mãos espalmadas uma sobre a outra e os dedos esticados. Pressionando o tórax em uma compressão por segundo em movimentos alternados. Faça a massagem de modo firme e forte. A respiração boca a boca é importante para ventilar o enfermo e cada parada da massagem.

O infarto do miocárdio é uma condição grave e podendo levar a morte em 50% dos casos que são comumente computados nos prontos socorros. Se o paciente for bem atendido emergencialmente de modo eficaz no primeiro instante da doença antes de um atendimento especializado, as chances de morte caem para 10% de acordo com os dados. Por isso a importância de saber identificar a doença e atender a vítima nos primeiros instantes.
Como prevenir um ataque cardíaco?

Manter uma dieta balanceada e rica em nutrientes, de modo a evitar o consumo alimentos gordurosos, evitar o sedentarismo mantendo uma rotina de atividades físicas regularmente, evitando o tabagismo e o consumo de bebidas alcoólicas, estar atento à fatores hereditários, estar atentos à outras doenças como hipertensão e diabetes e, muito importante, visitar o médico regularmente podem auxiliar na prevenção de doença cardíaca.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Open chat
%d blogueiros gostam disto: