Quais esportes um transplantado pode praticar?

Quais atividades físicas estão liberadas a quem passou por um transplante de órgãos e seus benefícios.

Uma pessoa que passar por um transplante de órgão, recebe praticamente uma nova vida, uma nova chance. Sendo assim, é necessário mudar seus hábitos, estilo de vida e oferecer ao corpo e principalmente ao órgão que recebeu, um bom estado de saúde para que este funcione bem.

O órgão recebido precisa de uma atenção especial. Afinal, ele não é do paciente, ele passou a fazer parte dele. Por isso, ele estará sendo incorporado ao seu corpo para lhe proporcionar um bom funcionamento de sua função e para que ele haja dessa maneira, os cuidados devem ser redobrados.

Cuidados redobrados após um transplante de órgãos.

A pessoa que passou por um transplante precisa ter consciência da importância de se cuidar bem. Os cuidados principais devem ser voltados ao órgão recebido, mas também, pela saúde do corpo no geral. O transplantado deverá fazer exames periódicos, tratamentos apropriados com imunossupressores, incorporar uma nova dieta alimentar com mudança de hábitos, para uma alimentação mais saudável e praticar alguns exercícios físicos…

Porém, existem muitas dúvidas voltadas ao fato de um paciente que passou pro um transplante de órgão deve ou não praticar algum exercício físico ou esporte. Muitas pessoas acreditam que isso pode prejudicar o paciente e interferir no órgão recebido. Com isso, muitas pessoas, por medo, acabam aderindo consequentemente uma vida sedentária após a cirurgia.

Uma vida sedentária não é boa para ninguém, inclusive para os transplantados.

O sedentarismo é uma das causas mais comuns hoje em dia que propicia uma vida carente de saúde e por isso, acomete a várias doenças. A falta da prática de exercícios físicos é como uma porta aberta para diversos problemas, como por exemplo, hipertensão, doenças cardiovasculares, entre outras.

Além disso, para que o organismo funcione bem, é necessário manter o corpo em ação, em constante movimento. Para alguém que passou por um transplante de órgão não é diferente. O fato de ter recebido um órgão novo para fazer parte de seu corpo também exige que o paciente seja uma pessoa ativa, para que o mesmo funcione perfeitamente em seu corpo.

Quais atividades físicas um transplantado pode fazer?

É importante ressaltar que qualquer pessoa, tendo passado por um transplante ou não, precisa de orientação profissional, de um médico, para começar a praticar atividades físicas. É necessário realizar inclusive alguns exames para saber qual a resistência do paciente e assim obter um feedback de qual a melhor atividade a ser realizada.

Para um transplantado então, é necessário um cuidado especial, para que a atividade física não exponha o paciente a levar riscos ao órgão. Esforço em excesso pode prejudicar o paciente e criar um quadro arriscado à sua saúde. Somente o médico pode fazer um acompanhamento do paciente para indicar quais exercícios ele estará liberado para realizar.

Após os três meses da cirurgia de transplante é importante manter o repouso.

O período de três meses deve ser respeitado pelo paciente. Este tempo é uma fase de adequação do paciente com o órgão recebido. Nesta fase, a pessoa transplantada deve prezar pelo repouso e evitar fazer inclusive, as atividades normais do dia a dia, como por exemplo, faxinar a casa, caminhar, subir escadas e principalmente, não deve carregar peso.

É importante começar com exercícios leves e que exijam pouco esforço.

Algumas pessoas, quando pensam em iniciar a prática de atividades físicas com esportes, longas caminhadas ou até, fazer academia. Mas, é imprescindível acostumar novamente o corpo com os exercícios, levando em consideração que há um órgão novo no corpo, o qual não fazia parte, passou a fazer. Sendo assim, independente do paciente antes da cirurgia ter tido uma vida sedentária ou ativa, terá que começar do zero.

Em alguns casos, como no transplante de rim as atividades podem ser retomadas mais rapidamente.

Quem passou por um transplante de rim terá mais facilidade para voltar à rotina normal, inclusive à prática de exercícios físicos e esportes. Basta um mês para poder voltar a realizar as atividades, ainda que, se trate de esportes mais pesados, como judô, musculação ou boxe, por exemplo.

A indicação da atividade física depende do tipo de transplante realizado. Para quem passou por um transplante de coração, o tempo mínimo a ser respeitado é de três meses, podendo ser até mais a depender da recomendação médica. À volta as atividades físicas são de suma importância para os transplantados de coração.

Para quem fez transplante de coração as atividades físicas vão inclusive auxiliar no melhor funcionamento do órgão.

Para que o coração funcione bem, sabemos que os exercícios, principalmente os aeróbicos, são muito importantes. Em muitos casos um paciente que necessitou de um novo coração, levava uma vida ou sedentária e uma qualidade de vida precária, ou passou por esforço em excesso ou ainda outros fatores.

Após o transplante de coração o paciente terá condições favoráveis para ter uma vida mais ativa, já que antes, era limitado. Para ter uma qualidade de vida melhor e ter o coração funcionando em perfeito estado, o exercício físico é imprescindível. Neste caso, muitos esportes são liberados, mas, com cautelas.

Atividades físicas mais recomendadas após transplantes de órgãos:

 Geralmente, as atividades físicas mais comumente liberadas para os pacientes que passaram por transplante de órgãos, são as atividades aeróbicas. Não há muitas contra indicações, exceto em alguns casos especiais. As atividades aeróbicas oferecem grandes benefícios à saúde, pois auxiliam a prevenir diversos problemas.

Os exercícios aeróbicos oferecem qualidade cardiovascular, proporciona a eficiência do sistema respiratório, além de preveni a obesidade e diminui os níveis de gordura no sangue.

Como exemplos de exercícios aeróbicos, está a caminhada, corrida, natação, hidroginástica, spinning, jumper, pular corda, entre outros.

Os esportes também podem ser feitos por quem realizou transplante de órgãos.

Os esportes mais pesados e os exercícios anaeróbicos também são liberados para pacientes que fizeram transplante, e também oferecem muitos benefícios a saúde. A depender da complexidade do quadro do paciente o médico poderá autorizar ou não a prática de determinados esportes.

Musculação, yoga, pilates e esportes como futebol, vôlei, basquete, boxe, entre outros podem ser realizados também pelos transplantados.

Essas atividades oferecem ganho de massa muscular magra, eliminação do excesso de gordura no corpo e no sangue, aumento da resistência física e densidade óssea e melhora o metabolismo.

Um paciente transplantado poderá ter uma vida normal e com qualidade melhor.

A pessoa que passa por um transplante poderá viver normalmente após a cirurgia, tomando os devidos cuidados, realizando os exames para acompanhamento do quadro de saúde, mantendo uma alimentação saudável, e obviamente, fazendo atividades físicas e até esportes.

Os esportes e atividades aeróbicas ou anaeróbicas vão proporcionar diversos benefícios a quem fez transplante de órgão. E essa pessoa poderá viver normalmente e cuidar da saúde e corpo! A prática de esportes é essencial para o paciente transplantado e vai oferecer uma qualidade de vida muito melhor e mais ativa!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Open chat
%d blogueiros gostam disto: