Qual a importância da água para a vida

Você já se hidratou hoje? Não? Apesar de ser algo simples, comum, e muito negligenciado, a água é essencial para a vida de todos os seres vivos, principalmente para os seres humanos. Ela representa cerca de 80% do corpo de uma criança e 70% do adulto, sendo o principal componente encontrado nas células e fora delas.

A água atua no transporte de nutrientes e sais minerais pelo organismo, atua como solvente no corpo, e faz parte de vários processos fisiológicos como a digestão e a eliminação de substâncias prejudicais ou em excesso na urina. Ela também regula a temperatura, agindo no resfriamento do corpo através do suor, e participa da formação das lágrimas, que são essenciais para os olhos.

Esse lubrificante natural dos músculos, órgãos e articulações, também está presente na composição do líquor, a substância que auxilia as meninges na proteção do sistema nervoso. Com essas e muitas outras funções, pode-se perceber o quanto a água é importante para a vida.

No entanto, essa substância essencial não fica estocada em nosso organismo, e deve ser reposta várias vezes por dia. Os médicos recomendam a ingestão de, no mínimo, dois litros de água por dia, além do conselho de manter uma alimentação saudável, rica em nutrientes e líquidos.

O que acontece quando o corpo fica sem água?

Como foi mostrado, todo o funcionamento ideal do corpo depende da ingestão adequada de água, desde as menores reações químicas, aos processos de respiração, digestão, desintoxicação e sistemas de defesa do organismo. Quando esse líquido está em quantidades menores que o essencial, todos os processos ficam prejudicados.

As substâncias tóxicas e aquelas que estão em excesso, não são secretadas, o volume sanguíneo diminui e o corpo fica vulnerável a diversas situações desagradáveis. A falta de água gera um efeito enorme sobre a capacidade do corpo, sendo muito maior do que a falta dos demais nutrientes.

O ser humano sente sede quando a quantidade ideal de água reduz 1%, com uma redução de 4%, a capacidade de trabalho do corpo diminui em aproximadamente 20% e o indivíduo pode se sentir confuso, enjoado, desorientado e perde a resistência ao estresse. Diversos estudos científicos comprovam que a partir de três dias sem ingestão de água há risco de morte.

Sinais e sintomas da desidratação

Quando o corpo percebe a desidratação, ele começa a reagir através de sinais sintomas que podem ser observados claramente. O primeiro deles é a sede, a boca fica seca, os lábios começam a rachar e urina se torna mais escura e mais espessa.

A urina é um dos sinais mais evidentes, o ideal é que esteja num tom de amarelo bem claro, transparente. Quando ela está incolor, não significa essencialmente que o seu corpo está com uma boa hidratação, mas que você bebeu uma grande quantidade de água há pouco tempo. Preste atenção na coloração da sua urina no decorrer do dia para poder avaliá-la melhor.

Outros sintomas são:

  • Pele ressecada com acentuação da quantidade de cravos e espinhas, devido à falta de eliminação de toxinas pela queda da quantidade de água no corpo;

 

  • Dor de cabeça, tontura e desmaios, causados pela queda de pressão gerada pela redução do volume sanguíneo em circulação no organismo;

 

  • Constipação, devido ao endurecimento das fezes, aumentando o risco de desenvolver infecções intestinais;

 

  • Cansaço físico e mental, com dificuldade de concentração.

O que pode acontecer ao organismo com a falta de água?

Além dos sintomas, que são uma espécie de alerta para a falta de água no corpo, existem diversos outros problemas que podem ser causados pela desidratação.

  • Pedras nos rins

O desenvolvimento das pedras nos rins não ocorre exclusivamente pela diminuição de líquido no corpo, afinal também deve ser levada em conta a genética e a alimentação inadequada. Mas, estar bem hidratado ainda é essencial para prevenir as crises renais.

  • Dores no corpo

A desidratação pode causar muitas dores, afetando diretamente na qualidade de vida do indivíduo, provocando um sentimento de mal-estar em todo o corpo. As dores de cabeça, no tórax – especificamente na região do coração – e dores lombares são as principais, além das dores articulares por falta de lubrificação. Por isso, fique atento, às vezes o remédio que você mais precisa é um bom copo d’água.

  • Raciocínio e concentração prejudicados

As funções cognitivas são muito prejudicadas pela desidratação, já que o cérebro, que possui um volume de aproximadamente 90% água, terá uma redução do volume de irrigação. Assim, uma boa dica ao estudar ou realizar alguma atividade que exija um bom esforço mental, é estar hidratado.

  • Maior risco de adquirir ou agravar várias doenças

A falta de água no organismo, pode agravar diversas doenças, principalmente aquelas das quais o indivíduo já possui uma pré-disposição. Artrites, asma, aumento do colesterol, elevação da pressão, diabetes tipo II, e até mesmo alguns cânceres estão relacionados com essa situação.

Pacientes que realizaram transplantes de rim, por exemplo, apresentam um alto volume de diurese – eliminação de líquido – e um consequente risco elevado de desidratação, que pode comprometer o funcionamento adequado do novo rim. A orientação para essas pessoas é a de uma maior ingestão líquida, para evitar a geração de um problema crônico no enxerto renal.

Desenvolva o hábito de hidratar-se

Tomar bastante água é um hábito que deve ser desenvolvido desde a infância, para que se torne um adulto saudável e aprenda a se manter hidratado sem precisar ser lembrado.

Entre as pessoas de idade mais avançada, possuir esse costume é ainda mais importante, por ser um público bastante vulnerável a doenças e mais propensos à desidratação.

Outro detalhe é que, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), o consumo de água mineral pode ser considerado um mecanismo protetor contra patologias cardiovasculares, além de ser um ótimo aliado contra o envelhecimento da pele e dos órgãos, por ser um purificador natural do corpo.

São inúmeros os benefícios da boa hidratação, e mesmo que você ainda não tenha desenvolvido esse hábito, pode começar agora mesmo. Compre uma garrafinha e acompanhe a sua quantidade de ingestão, aumentando-a a cada dia.

Veja também o artigo: É importante ter bons hábitos!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Open chat
%d blogueiros gostam disto: