4 dicas de melhores tratamentos para doenças renais

Confira as 4 dicas de melhores formas de tratamento das doenças renais. Leia aqui!

As doenças renais são possíveis de serem tratadas. Na medicina atual,existem diversos tratamentos que ajudam não apenas a curar as doenças, como também melhoram o funcionamento dos órgãos responsáveis pela limpeza do organismo. Confira a seguir:

X dicas de melhores tratamentos para doenças renais

1. Tratamento conservador da doença renal crônica

Esse tratamento consiste em submeter o paciente com todas as medidas clínicas (dietas, medicamentos, mudanças nos hábitos de vida) que são utilizadas como forma de protelar a degeneração da função renal, suavizando sintomas e reduzir várias complicações.

Geralmente é iniciado quando os primeiros sintomas começam a aparecer e é mantido a longo prazo, que ajuda não a curar a doença, mas a amenizar a condição do paciente, preservando assim a função dos rins por mais tempo.

Quando a doença progride aos seus estágios avançados mesmo com o tratamento conservador, o paciente está mais bem preparado para o tratamento da diálise ou para um transplante.

 

2. Medicamentos para doenças renais

Outra forma de deixar os rins mais saudáveis é usar medicamentos receitados pelo médico. Dois tipos de remédio para controle de pressão demonstraram retardar as doenças renais e adiar a insuficiência renal.

Diversos pacientes têm a necessidade de mais de um tipo de medicamentos que ajam no sentido de deixar a pressão sanguínea abaixo dos níveis recomendados para deixar os rins mais saudáveis. Remédios diuréticos também ajudam no tratamento.

 

3. Diálise do tratamento renal

Quando a doença renal progride para insuficiência renal, o tratamento acaba mudando. Como os rins param de funcionar, o principal objetivo é de encontrar novos tratamentos que possam vir a suplementar ou até mesmo substituir os órgãos naturais. Há duas formas de substituição do órgão: diálise e transplante.

 

Diálise

É um tratamento que filtra as impurezas da água e do sangue. Ele é feito de duas formas: hemodiálise e diálise peritoneal. Na hemodiálise, o sangue corre por meio de um canal externo e retorna ao corpo já limpo. Ela é feita geralmente em um centro de diálise três vezes por semana e o processo pode levar de três a quatro horas.

A hemodiálise peritoneal utiliza um revestimento na área da cavidade abdominal com a finalidade de filtrar o sangue. Ele funciona a partir de um fluido especial que absorve os dejetos do sangue à medida que passa a partir desse revestimento. Em seguida, o fluido é drenado.

Ambos os métodos de diálise conseguem substituir a função renal, mas não ajudam a curar a insuficiência.

 

4. Transplante de rim no tratamento

Alguns pacientes podem receber um outro rim via transplante renal. Isso envolve receber um rim saudável de outra pessoa e transplantar cirurgicamente no organismo doente. Nesse caso é necessário a visita regular do médico, pois há o risco do corpo rejeitar o rim transplantado, pois o transplante renal é um tratamento para a insuficiência renal e não uma cura. Além disso, será preciso medicamentos extras a fim de suprir o sistema imunológico, para que as chances de rejeição corporal não aconteçam.

Há outras formas de tratamento para as doenças renais. Não são considerados curas definitivas, uma vez que elas envolvem mudanças drásticas na vida do paciente. Tratamento para anemia, adição de alimentos com ferro na dieta, injeções de suplementos e transplantes de sangue são alguns dos procedimentos dados para ajudar a amenizar as doenças renais, uma vez que a falta de ferro e cálcio agravam a condição do paciente.

Como a maioria das pessoas só é diagnosticada quando a doença já se apresenta no estágio avançado, o tratamento deve ser feito o mais rápido possível, caso contrário pode evoluir para falência terminal renal e pode levar à morte. Por isso o tratamento renal dura praticamente a vida toda.

 

Ficou com alguma dúvida? Comente a seguir!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Open chat
%d blogueiros gostam disto: